Aguarde. Carregando informações.

Qual a escova de dentes e creme dental ideais? Saiba as respostas!

Publicado em 24/09/2013 as 19:53

Depois de tanto ouvir as pessoas me perguntarem sobre o creme e escova de dentes ideais, decidi escrever esse post como forma de contribuir com o esclarecimento do assunto. Antes de qualquer coisa lembre-se de uma coisa: o marketing tem um poder incontestável e o objetivo de uma campanha publicitária é vender seus produtos, despertar curiosidade e necessidade de tirar partido da novidade anunciada. Tendo isso em conta, sejam sensatos e não acreditem em tudo que é prometido nas campanhas publicitárias, na maioria das vezes é puro marketing!

Dito isso, voltemos ao tema que me levou a escrever esse post. Começamos pela escova de dentes. Qual a ideal? A escova de dentes ideal deverá ser uma escova macia. Uma escova que permita massagear a gengiva sem machucá-la (uma vez que para uma escovagem ideal faz-se necessário também escovar a gengiva) e que não desgaste os dentes. Uma escova dura machuca a gengiva, provoca desgaste dentário e consequente sensibilidade e retração gengival. Portanto, escova dura e força na escovação não é recomendável. Opte por uma escova de cerdas macias e com cabeça pequena, que permita realizar os movimentos com liberdade, sem se esbarrar nas estruturas circundantes. Quando a sua escova começar a ficar com as cerdas abertas, troque-a, pois ela já está a pedir aposentadoria por incapacidade de realizar suas funções corretamente (de regra a cada 3 meses). Pense assim: a cada estação do ano, uma escova nova na mão! Ainda sobre a escova ideal, os estudos “não tendenciosos” que comparam a eficácia do uso da escova manual e da escova elétrica na higienização da boca concluem que não existe diferença significativa entre elas na remoção da placa bacteriana, quando utilizadas da forma correta e pelo tempo correto.
 

Quanto ao melhor creme dental, minha resposta é simples: qualquer um, inclusive pode optar pelo mais barato que encontrar. Afinal o que importa no creme dental é a presença de fluoretos, o que está presente em todo creme dental disponível no mercado (exceção para alguns recomendados para crianças recém nascidas).  Olhem nas letrinhas que aparecem atrás dos rótulos da embalagem e procurem pastas com concentrações de flúor que estejam entre o intervalo de 1.100ppm e 1.500ppm. Aproveito a oportunidade para esclarecer sobre o mito que pairam sobre cremes dentais e fluorose dentária (manchas nos dentes). A fluorose não é causada pela concentração de flúor no creme dental, mas sim pela ingestão de uma grande quantidade do produto, daí não engolir a pasta de dentes. A fluorose é um problema de origem sistêmica, o que quer dizer que você terá que engolir flúor para desenvolver o problema. É por isso que preconizamos como quantidade ideal o correspondente a um grão de ervilha e que as crianças escovem os dentes com a supervisão de um adulto.

 
Por fim, seguem algumas dicas sobre o assunto:
1. Uma boa hiegiene oral deverá ser realizada com escova dentária, creme dental e com a utilização de fio dentário, sempre após as refeições;
2. Não acredite em tudo que as publicidades anunciam. Pasta de dentes que prometem branqueamento dentário? Puro marketing! Em vez de acreditar nisso, reforce seus hábitos de higiene;
3. Se você inconscientemente escova os dentes com muita força e não consegue controlar esse hábito, opte por uma pasta de dentes infantil pois elas são menos abrasivas;
 4. Se você há tem sensibilidade dentária, utilize um creme dentário para dentes sensíveis e procure o seu dentista para tratar o problema.
 
Espero poder ter esclarecido suas dúvidas. Qualquer questão é só usar o formulário de comentário abaixo para expor suas questões.

 

Comentários

Nossas Parcerias

Espaço reservados aos nossos clientes, divulgue sua empresa!